Roda dura !

Home / Carros / Roda dura !

tl74Outro dia num almoço dominical lá em casa minha mãe me perguntou se eu já tinha colocado no blog o caso do TL com Claudio ! Como não contei ainda este caso aqui, só nas rodas da família, la vai…

Meu avô Santeiro comprou um TL 1974 da cor verde diarréia (idêntico ao da foto acima só que sem os pneus banda branca) com o qual tinha um xodó danado.

Por causa deste xodó, quando o meu avô faleceu, minha mãe entrou num acordo com os irmãos e ficou com o carro para ela. Mandou restaurar tudo, arrumou ele todo e ele ficava como um carro de reserva da familia toda. Quem precisasse do carro, era so pedir para minha mãe que la ia o TL ajudar !

Só que o TL tinha um usuáario secreto, que minha mãe nem sonhava !

Claudio, meu irmão, no auge da sua adolecencia, com 16 anos !

Cabe aqui um parenteses para explicar como minha mãe nao sabia disto !

Meu pai trabalhava no Rio de Janeiro, e para não ficar muito cansado, ele vinha um final de semana para BH e minha mãe ia outro para o Rio. Nestas idas dela para o Rio, o que vou relatar abaixo acontecia !

Pois bem, nesta época minha mãe tinha um maravilhoso Monza Classic novinho e eu não ia deixar passar a oportunidade de sair no Monza para sair no meu fusca bege com tatuagem. Então, na sexta ja levava minha mãe para o aeroporto e assumia que o Monza era meu !

Como eu sempre andava com a chave do fusca comigo, o Claudio nem pensava duas vezes, pegava a chave do TL e ia para a balada com a turma toda do São Lucas nele, na média, uns 8 meninos de 16/17 anos !

Ninguém falava nada com ninguém e no domingo, tudo voltava ao normal.

Teve um sábado, alguns anos para frente, que eu estava no Omega (ja não era mais o Monza) da minha mãe parado no sinal e vi meu carro, na época um Uno novinho (já não era mais o Fusca Tatuado), parado no mesmo sinal duas filas para frente. Quando parei do lado, olha Claudio todo feliz e a turma toda do São Lucas dentro do carro, som no talo e me dando tchau !
Ele tinha roubado o MEU carro !! E eu não podia falar nada porque eu tinha roubado o da minha mãe ! Rs !

Bom, mas voltando ao TL, num fim de semana destes, Claudio e a turma no TL dando voltinha na Savassi e o sr do carro da frente freia de repente. Como oTL parecia um jacaré para frear, todo mundo que tava la dentro ajudou Claudio a pisar no freio para não bater e conseguiram parar a um dedo do desgraçado que parou no sinal amarelo (!). Mas o cara de tras nao teve a mesma sorte e bateu com tudo na traseira do TL !

Puta merda! Desceu todo mundo para olhar o que aconteceu. O carro do cara tava com a frente destruida e o TL tava la, lindão ! Aquele carro parecia um tanque de guerra, tudo era de ferro e como os carros modernos sao muito fracos, nao deu um arranhão no TLão!

Claudio logo dispensou o motorista do carro e mandou todo mundo com a perna tremendo entrar logo no carro para ir embora logo. Resolveram então voltar para casa porque o passeio tinha dado errado.

No caminho para casa, começaram a ouvir um barulho estranho, um barulho de lata arrastando no chão. Resolveram ir ate em casa e na garagem olhariam o que aconteceu.

Pararam o carro na mesma posição, enxugaram com as camisas (estava chovendo também) e foram la atras olhar o barulho.

O carro havia batido na descarga do TL e estava tudo meio bambo. Não soltou, mas estava tudo preso por um cabelimetro de cabo!

Arrumaram la uns arames e deram um jeito de prender a descarga no lugar de forma que, aparentemente, estava tudo normal. Limparam tudo e pronto, pacto de sangue de silêncio.

Eis que, na segunda-feira, toca o telefone la em casa e era Claudia, nossa prima, que havia deixado o carro dela na oficina e queria pedir o TL emprestado ! Minha mãe toda feliz, falou: Claro minha filha ! Pode pegar aqui ! O Carro nem sai da garagem, pode ficar o tempo que quiser !

E Claudio la calado, só olhando de lado aquela conversa !

Na terça-feira de manhã, Claudia passa la em casa, pega o TL e vai embora toda feliz.

Na quinta-feira, toca o telefone de novo na hora do almoço! Era a Claudia, toda sem graça, avisando minha mãe que ela não sabe o que aconteceu mas a descarga do TL soltou todinha, inteira, de uma vez no meio da rua, do nada ! Ela avisou a minha mãe que ja tinha mandado consertar mas que so iria ficar pronto no dia seguinte !

Minha mãe desliga o telefone e vem comentar com a gente o que aconteceu! O Claudio, na maior calma, impassível, frio igual gelo, fala:

“Claudia é meio roda dura né mãe, deve ter passado num buraco !”

Continuamos a almoçar tranquilamente e só 20 anos depois soubemos a verdade !

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *